RSS

Arquivo da Categoria: Aperitivos

Batata Brava

Precisando de batata para acompanhar aquela costelinha barbecue ou aquele hambúrguer de picanha mas não quer ter trabalho? Não gosta de frituras mas também não abre mão do sabor?

Batata Brava é a solução. Deixe aquela velha forma de preparar batatas e experimente agora mesmo esta delícia da culinária dos preguiçosos.

Vamos aos ingredientes:

  • 6 batatas rosa médias;
  • 3 colheres de sopa de azeite de oliva;
  • paprica picante;
  • pimenta 5 bayas;
  • sal.

Lave bem as batatas e corte em 4 partes, e novamente cada parte ao meio, sem retirar a casca.

Coloque as batatas em um saco pra freezer, feche com um nó e leve ao microondas por 5 minutos e potência alta. Se o saco estourar não tem problema.

Em um recipiente, misture bem o azeite de oliva, a páprica picante a gosto, a pimenta 5 bayas a gosto e o sal a gosto e reserve.

Retire as batatas do saco de freezer e coloque em um recipiente. Despeje a mistura de azeite e misture bem. Se achar que ficou muito seco, adicione mais um pouco de azeite.

Em uma assadeira, ou uma forma de pizza, forre com papel manteiga e coloque as batatas com a casca virada pra baixo. Não amontoe as batatas. Se necessário utilize mais de uma assadeira.

Leve ao forno pré-aquecido em temperatura média e com o dourador ligado até dourar como na foto de capa.

Retire do forno, deixe esfriar por alguns instantes e surpreenda seus amigo ou sua família.

Recomendo servir com o Molho Barbecue do Outback e escolha muito bem o prato principal para a batata não roubar a cena.

Bom apetite!

Veja também:
Molho Barbecue do Outback
Molho Especial Furioso / Hamburger de Contra Filé
Hamburger Caseiro
Costelinha com Geleia de Morango com Pimenta

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em Dezembro 20, 2013 em Acompanhamentos, Aperitivos

 

Etiquetas: , , , , , , , , , , , , , , ,

Waffle Belga

Melhor que Waffle, só Waffle Belga. A principal diferença para o Waffle Americano é que o Belga é doce, com um toque de baunilha que deixa um cheirinho fantástico pela casa.

Enquanto o Waffle Americano tem sabor neutro, fazendo que o acompanhamento roube a cena, o Waffle Belga tem sua identidade própria sendo uma delicia puro ou com uma calda, acompanhado de um cafezinho.

Vamos aos ingredientes:

  • 2 xícaras de trigo;
  • 2 xícaras de leite;
  • 2 colheres de chá de fermento químico;
  • 1 colher de chá de sal;
  • 4 colheres de sopa de manteiga sem sal;
  • 2 colheres de sopa de açúcar;
  • 1 colher de chá de extrato de baunilha;
  • 4 ovos.

Primeiro misture bem os ingredientes secos. Reserve e vamos preparar os líquidos.

Separe a gema da clara e coloque em outro recipiente. A clara iremos bater em neve. Para facilitar, eu uso o mini processador pra isso. Coloque as claras no mini processador e a lâmina pra bolo (de plástico). Bata até que a lâmina comece a girar em falso, não tendo mais resistência. É bem rápido.

No recipiente que você colocou as gemas, adicione o leite e misture bem. A gema deve incorporar completamente no leite. Adicione a manteiga levemente derretida no micro ondas. A manteiga não pode estar quente para não começar a cozinhar as gemas. A manteiga também ajuda para que o Waffle não grude na hora de assar. Adicione o extrato de baunilha e misture bem. Não use essência, e sim extrato ou se preferir, em fava.

Adicione os ingredientes secos que você já havia deixado separados anteriormente e misture bem. Lembre-se, todos os ingredientes devem estar em temperatura ambiente.

Adicione as claras em neve e com um garfo vá devagar incorporando as claras na massa. Não deve bater ou misturar bem, é apenas para incorporar pra massa ganhar cremosidade. O ponto da massa não deve estar liquida demais que você não consiga pegar com a colher, e nem tão dura que fique pesada pra mexer.

Unte a sua máquina de waffle com azeite (só na primeira vez), deixe esquentar bem e adicione aproximadamente 2 colheres de sopa da massa bem cheias por quadradinho.

Estará pronto quando não estiver mais quase saindo vapor pelas laterais da máquina e a cor estiver semelhante da foto. Se achar necessário, deixe mais alguns instantes. Deixe pelo menos uns 3 minutos antes de abrir para ver como está ficando.

Retire com cuidado com o auxilio de uma espátula para não arranhar o antiaderente da máquina.

Você pode servir com geleias ou caldas, ou simplesmente com açúcar de confeiteiro.

Para acompanhar, uma cafezinho expresso.

Bom apetite!

Veja também:
Waflle Americano
Hamburger Caseiro
Pipoca com Calda de Chocolate

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em Outubro 13, 2013 em Acompanhamentos, Aperitivos, Massas

 

Etiquetas: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Waffle Americano

Pra mim não existe nada melhor que levantar domingo de manhã e ir pra cozinha preparar um delicioso café da manhã. Este que sempre acaba virando brunch porque nunca acordo tão cedo. [risos]

Desde criança, o Waffle, que devemos pronunciar “uófol” de acordo com os especialistas, sempre esteve presente, mesmo nos momentos mais difíceis. Apesar de não ser tão gostoso e crocante quanto a receita que preparo hoje, teve a sua devida importância.

Existem inúmeras variações e teorias a respeito do Waffle. Daria para passar horas filosofando a respeito. Pra mim o mais importante é que existem 2 tipos base, o Americano que tem sabor neutro e o Belga que é doce. Irei fazer a versão Americana. Em outro momento farei a versão Belga que também é deliciosa.

Deixando a conversa pra lá, vamos aos ingredientes:

  • 2 xícaras de trigo;
  • 2 1/2 xícaras de leite;
  • 3 colheres de chá de fermento químico;
  • 1 colher de chá de sal;
  • 5 colheres de sopa de manteiga sem sal;
  • 2 ovos.

Primeiro misture bem os ingredientes secos. Eu não vejo necessidade de peneirar a farinha, apenas se você achar que está meio empelotada. Reserve e vamos preparar os líquidos.

Separe a gema da clara e coloque em outro recipiente. A clara iremos bater em neve. Para facilitar, eu uso o mini processador pra isso. Coloque as claras no mini processador e a lâmina pra bolo (de plástico). Bata até que a lâmina comece a girar em falso, não tendo mais resistência. É bem rápido.

No recipiente que você colocou as gemas, adicione o leite e misture bem. A gema deve incorporar completamente no leite. Adicione a manteiga levemente derretida no micro ondas. A manteiga não pode estar quente para não começar a cozinhar as gemas. A manteiga também ajuda para que o Waffle não grude na hora de assar.

Eu gosto de deixar uns pedacinhos inteiros de manteiga, não tem problema. Adicione os ingredientes secos que você já havia deixado separados anteriormente e misture bem. Se você achar que a massa está muito dura, adicione um pouquinho de leite a mais. Lembre-se, todos os ingredientes devem estar em temperatura ambiente.

Adicione as claras em neve e com um garfo vá devagar incorporando as claras na massa. Não deve bater ou misturar bem, é apenas para incorporar pra massa ganhar cremosidade. O ponto da massa não deve estar liquida demais que você não consiga pegar com a colher, e nem tão dura que fique pesada pra mexer.

Unte a sua máquina de waffle com azeite (só na primeira vez), deixe esquentar bem e adicione aproximadamente 2 colheres de sopa bem cheias por quadradinho.

Estará pronto quando não estiver mais quase saindo vapor pelas laterais da máquina e a cor estiver semelhante da foto. Se achar necessário, deixe mais alguns instantes. Deixe pelo menos uns 3 minutos antes de abrir para ver como está ficando.

Retire com cuidado com o auxilio de uma espátula para não arranhar o antiaderente da máquina.

Como o Waffle Americano tem o sabor neutro, é a cobertura que irá fazer toda a diferença, e é isso que eu mais gosto. Mude a cobertura e terá um prato totalmente novo.

Costumamos usar geleias, principalmente amora e morango e até geleia de caipirinha, mas fique a vontade e use a sua criatividade para inovar nas coberturas.

Para acompanhar, uma cafezinho moído na hora não é nada mal.

Bom apetite!

Veja também:
Hamburger Caseiro
Pipoca com Calda de Chocolate

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em Agosto 25, 2013 em Acompanhamentos, Aperitivos, Massas

 

Etiquetas: , , , , , , , , , , , , , ,

Hackepeter

Quando pensamos em comida típica alemã, provavelmente esse é um dos primeiros pratos que vem a cabeça. Apesar de eu não ser fã de comida alemã e você não verá muitas receitas dessa culinária por aqui, esse prato pra mim tem um toque especial, pois quando conheci a dona Maria, saíamos para um barzinho que servia esse aperitivo. Isso me trás boas recordações.

Muita gente confunde o hachepeter com beef tartar ou com carne de onça. Apesar de serem parecidos, não é a mesma coisa. O Beef Tartar é francês e não usa carne moída como no hackepeter, e sim a carne picada na ponta da faca. Mas é bem parecido.

Já a carne de onça o que muda é a forma de servir, ao invés de preparar na mesa em frente aos convidados, é servido no pão preto e com salsinha por cima, como se fosse uma brusqueta.

Vamos ao que interessa, nosso Hackepeter, veja os ingredientes:

  • 500 gramas de coxão mole limpo moído;
  • 1 gema;
  • 1 colher de sopa de salsinha picada;
  • 1 colher de sopa de cebolinha verde picada;
  • 1 colher de sopa de alcaparras picadas;
  • 2 colheres de sopa de cebola picada;
  • 2 colheres de chá de molho inglês;
  • 3 colheres de chá de mostarda;
  • 1/2 xícara de azeite de oliva;
  • páprica picante a gosto;
  • sal grosso moído a gosto;
  • pimenta do reino moída;
  • 50 ml de conhaque.

A parte mais difícil é conseguir achar um açougue e um açougueiro de bom humor para limpar a carne e moer ela pra você. Não pode ter nada de gordura ou nervos e o ideal é passar apenas 2 vezes no moedor. A carne ideal é o coxão mole, mas pode usar alcatra ou mignon se preferir.

Em um prato grande ou uma travessa, coloque a carne limpa moída e molde em um formato circular, deixando o topo levemente afundado para que a gema não caia quando for colocada. Espalhe a páprica picante por cima e nas laterais. Isso irá dar uma cor avermelhada bonita ao prato.

Coloque a gema no topo da carne, e no prato ao redor, coloque a salsinha picada, a cebolinha verde picada, as alcaparras escorridas e picadas e a cebola picada o mais fino que você conseguir. A cebola acho melhor não ralar porque irá soltar muita água. A alcaparras compro em conserva.

Feito isso, pode levar à mesa. O charme do prato é terminar de preparar na mesa, em frente aos convidados. Com o auxílio de 2 garfos, misture brevemente todos os ingredientes que estiverem no prato e deixe a carne bem espalhada, então despeje o conhaque e misture bem. O conhaque irá esterilizar a carne e o ovo.

Adicione o sal grosso moído. Pode caprichar no sal. Adicione também a mostrada, o molho inglês, a pimenta do reino moída e o azeite de oliva de qualidade. Misture novamente.

O hackepeter tem que ficar com a aparência de um patê. Para que isso ocorra, o segredo é a forma com que você mistura os ingredientes. A forma correta é passar o garfo por baixo e virar pro meio e em seguida apertar com o garfo. Semelhante como fazer um purê de batata.

Recomendo você provar um pouquinho e caso ache necessário, faça a correção no sal, mostarda ou molho inglês até ficar do seu agrado.

Quando estiver pronto, molde novamente formando um circulo e estará pronto. Sirva com uma cesta de pães variados. Os pães mais moles são mais recomendados.

Agora é só praticar servir com 2 garfos usando uma mão só. Quem está acostumado com sushi não terá dificuldades. [risos]

Para acompanhar, recomendo uma cerveja Weizen, combina perfeitamente.

É importante lembrar que esse prato, por levar ovo e ser servido cru, deve ser preparado e consumido imediatamente. Se sobrar, descarte.

Bom apetite!

Veja também:
Costelinha com Geleia de Morango com Pimenta
Hamburger Caseiro
Carne de Panela à Mexicana

 
1 Comentário

Publicado por em Agosto 4, 2013 em Aperitivos, Carnes

 

Etiquetas: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Costelinha com Geleia de Morango com Pimenta

Almoçamos recentemente em um restaurante extremamente fino que servia como aperitivo costelinha suína com geleia de pimenta. Achei o prato divino. Voltei pra casa obstinado a fazer uma versão similar.

O resultado? Ficou fantástico. Não consigo nem descrever, só de lembrar fico com água na boca.

Segue ingredientes:

  • 1 peça pequena de costela bovina (600 gramas);
  • tempero de sua preferência;
  • molho barbecue;
  • geleia de morango com pimenta Casa Madeira.

Comprei uma peça de costela já temperada, mas se você quiser temperar mesmo, pode usar só sal a gosto, ou algum tempero de carne não muito forte.

Coloque a peça inteira em um saco de poliéster para assados, adicione o molho barbecue, suficiente para cobrir a peça. Feche o saco com o prendedor bem na ponta para que o vapor tenha espaço para expandir dentro do saco. 

Deixe marinar por umas 3 horas ou mais. Coloque o saco poliéster em uma forma e leve ao forno em uma temperatura de 150 graus por 2 horas. Aumente a temperatura para 200 graus e deixe mais 40 minutos.

Retire a forma do forno com cuidado, fure o saco com uma faca para sair o vapor. Tenha muito cuidado ao fazer isso. Despeje todo o conteúdo do saco na forma, adicione mais um pouco de barbecue por cima e leve novamente ao forno por mais 40 minutos a 200 graus para corar.

Retire do forno, transfira a carne para uma travessa ou taboa de cortar e com uma faca bem afiada, corte em fatias finas.

Ao servir, espalhe por cima da porção geleia de morango com pimenta.

Optei por geleia de morango com pimenta desta marca (Casa Madeira), porque por mais estranho que possa parecer, é mais picante que a geleia só de pimenta, que achei muito adocicada e sem picância.

Para acompanhar, uma cerveja de alta fermentação ou um vinho Merlot.

Bom apetite!

Veja também:
T-Bone no Forno
Picanha Grelhada
Espetinho à Uruguaya
Costela Assada

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em Junho 16, 2013 em Aperitivos, Carnes

 

Etiquetas: , , , , , , , , , , , , , , , ,

Pipoca com Calda de Chocolate

Frio, filmes, cobertor e claro, pipoca. Não poderia deixar passar sem uma receita de uma verdadeira pipoca. Eu particularmente detesto pipoca de micro-ondas, prefiro muito mais uma boa e velha pipoca tradicional.

Vamos lá, veja os ingredientes:

  • milho de pipoca premium Yoki;
  • azeite;
  • 1 colher sopa de margarina sem sal;
  • 1 xícara de açúcar;
  • 1/2 xícara de achocolatado (Nescau);
  • 1 xícara de leite em pó;
  • 3 colheres sopa de leite.

Pegue uma panela grande, cubra o fundo com azeite e adicione o milho de pipoca suficiente para cobrir o fundo da panela. Fique atento para todo o milho fique imerso ou parcialmente imerso no azeite.

Em fogo alto, vá mexendo o milho com uma espátula de um lado para o outro de forma que esquente por igual. Assim que o primeiro milho estourar, tampe a panela e deixe até que a frequência de estouros reduza consideravelmente.

Desligue o fogo e mantenha a panela fechada para terminar de estourar o milho sem que queime.

Vamos ao mais importante, a calda. Em uma panela pequena, adicione a margarina, o açúcar, o leite em pó, o achocolatado e o leite. Leve ao fogo alto, mexendo continuamente até formar uma calda espessa (que escorra uniformemente da colher). Quanto mais tempo ferver, mais seca será a calda (e difícil de misturar á pipoca).

Transfira a pipoca para uma bacia grande e misture a calda, mexendo com uma colher para misturar bem.

Pronto, só dar o play e se enfiar debaixo da coberta!

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em Junho 2, 2013 em Aperitivos

 

Etiquetas: , , , , ,

Pizza Aperitivo (crostini)

Não posso encerrar o ano sem compartilhar essa receita.

Pizza aperitivo é um ótimo petisco que vai muito bem de entrada com uma cervejinha. Segue ingredientes:

Abra a massa de pizza bem fina, pincele azeite de oliva por toda a massa. Espalhe o parmesão ralado, a pimenta e o orégano, todos à gosto.

Leve ao forno com temperatura média até a massa corar.

Retire do forno e quebre a massa com as mãos em pedaços médios.

Sirva com manteiga, pate ou outro acompanhamento de preferência, e claro, não esqueça a cervejinha ou aquele vinho.

Você pode temperar da forma que preferir, essa é uma sugestão, mas você pode usar a criatividade para fazer a pizza aperitivo de outros sabores.

Vale lembra que se for armazenar, espere esfriar para não amolecer.

Bom apetite!

 
1 Comentário

Publicado por em Dezembro 29, 2012 em Aperitivos

 

Etiquetas: , , ,

 
Daniel Dalonso | Fotografia

Paixão pela arte de fotografar!