RSS

Arquivo da Categoria: Molhos

Molho Especial Furioso / Hamburger de Contra Filé

O molho especial do Big Mac é com certeza o mais apreciado entre as pessoas que já conversei sobre o assunto. Na minha opinião faltava algo, precisava ser mais caliente, mais furioso.

Essa semana vamos fazer o molho especial versão furioso e um hambúrguer de contra filé que achei sensacional, sugestão do meu amigo Juliano.

Vamos aos ingredientes do Molho Especial:

  • 5 colheres de sopa de maionese;
  • 1 colher de chá de mostarda;
  • 1 colher de sopa de vinagre de vinho branco;
  • 2 colheres de sopa de molho inglês;
  • 3 colheres de sopa de relish de pepino;
  • 1 colher de chá de alho em pó;
  • 1 colher de chá de cebola em pó;
  • 1 colher de sopa de páprica picante de qualidade.

Triture o relish de pepino em um processador ou pique em pedaços bem pequenos. O relish de pepino é bem difícil de achar no interior. Eu comprei em SP no Pão de Açúcar quando passei por lá, mas da pra comprar pela internet também.

Adicione os demais ingredientes e com um fuê misture bem até ficar um creme uniforme.

Está pronto! Esse molho também fica muito gostoso com saladas. Até eu que não gosto de salada aprovei a ideia da Dona Maria.

Vamos aos ingredientes do Hambúrguer:

  • 1 kg de contra filé;
  • 1 sache de sopa de cebola de 19g;
  • pimenta do reino moída ou 5 bayas;
  • sal grosso moído.

Eu moí a carne em casa, cortando em tiras grandes e jogando aos poucos no processador, retirando o excesso assim que começou a forçar o motor. Se pedir peça para o açougueiro moer pra você.

Escolhi um pedaço de carne com uma capa de gordura pequena, para manter uma proporção razoável de carne x gordura.

Após a carne estar moída, adicione a sopa de cebola e misture bem, muito bem. Eu optei por tirar os pedaços maiores de gordura que fui achando enquanto misturava a carne.

Faça bolinhas de carne de aproximadamente 120 gramas e molde em formato de hambúrguer. Se quiser deixar bem redondo, use um copo de boca grande ou um pote redondo para cortar o excesso. Leve ao freezer por 5 minutos para ganhar consistência. Rende 10 hambúrgueres.

Em uma frigideira bem quente e untada com azeite ou em uma chapa, coloque os hambúrgueres e salpique o sal grosso moído e a pimenta do reino moída. Vire e salpique o sal e pimenta do outro lado. Estará pronto quando estiver bem corada dos 2 lados.

Está pronto, monte o sanduíche do seu jeito, sempre com muito molho. Eu fritei fatias de bacon que ficaram bem crocantes.

Os hambúrgueres que sobraram, eu congelo ainda crú para aqueles momentos de preguiça.

Bom apetite!

Veja também:
Pancho Uruguayo
Pipoca com Calda de Chocolate
Molho pra Pizza
Hamburger Caseiro

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em Dezembro 13, 2013 em Carnes, Molhos, Sanduíches

 

Etiquetas: , , , , , , , , ,

Molho Barbecue do Outback

Cada restaurante tem a sua própria receita de barbecue com características bem distintas e comumente são uma decepção. Alguns parecem mais com geleia que com molho barbecue.

Pra mim quando penso em molho barbecue, o único que me vem a cabeça é do restaurante australiano. Como na minha cidade não tem, temos que improvisar em casa. [risos]

Vamos aos ingredientes:

  • 1/2 cebola pequena picada;
  • 1/2 xícara de água;
  • 1/2 xícara de açúcar mascavo;
  • 2 colheres de sopa de molho inglês;
  • 1/2 xícara de vinagre branco;
  • 2 xícaras de catchup;
  • 1 colheres de sopa de chilli em pó ou páprica picante;
  • 2 folhas de louro;
  • pimenta do reino;
  • sal;
  • azeite.

Apesar da quantidade de ingredientes, é bem simples e rápido de fazer.

Leve uma panela pequena ao fogo alto com um fio de olho. Adicione a cebola e frite até dourar.

Adicione a água, o açúcar mascavo e misture bem, adicione o vinagre branco, o molho inglês e o catchup. Misture bem novamente.

Adicione o sal a gosto, o chilli em pó ou a páprica picante (usei meia colher de cada), a pimenta do reino a gosto e as folhas de louro.

Abaixe o fogo e deixe ferver até o molho engrossar, mexendo constantemente. O ponto é quando parecer com um catchup de qualidade. Desligue o fogo e retire as folhas de louro para finalizar.

Se quiser, pode ser congelado.

Acompanha praticamente tudo, carne de porco, costela bovina, pizza de frango, hamburgers, wraps, entre outros. Escolha o prato principal e Bom apetite!

Veja também:
Pizza de Frango Barbecue
Costelinha com Geleia de Morango com Pimenta
T-Bone no Forno
Hamburger Caseiro

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em Dezembro 6, 2013 em Molhos

 

Etiquetas: , , , , , , , , , , ,

Mignon ao Creme de Whisky

Essa receita foi indicação do meu amigo Juliano. No começo gostei da ideia mas me parecia que iria ser apenas mais um tradicional steak. Pra minha surpresa ficou divinamente bom. Entrou para o hall das minhas receitas favoritas.

Vamos aos ingredientes:

  • 400 gramas de filé mignon;
  • 1/2 cebola pequena;
  • 2 doses de whisky;
  • 1/2 xícara de chá de creme de leite fresco;
  • 1 xícara de champignon;
  • azeite;
  • sal grosso moído;
  • pimenta 5 bayas;
  • Tempero Fumace (ou mix de ervas de sua preferencia). Este eu achei no mercadão de São Paulo.

Primeiro vamos preparar a carne. Com umas 10 horas de antecedência, corte o mignon da forma que você preferir, fazendo 2 bifes de 200 gramas cada.

Espalhe bem o sal grosso moído de um lado dos bifes, a pimenta 5 bayas e o tempero fumace, caprichando bem. Vire os bifes e tempere do outro lado igualmente.

Coloque os bifes dentro de um saco plástico pra freezer, despeje uma dose de whisky e feche bem o saco. De uma boa mexida para espalhar bem o whisky, porém com cuidado para não rasgar o saco.

Leve para a geladeira e deixe lá. De vez em quando vire o saco para espalhar o tempero.

Depois de passado as 10 horas, aqueça uma frigideira em fogo alto, coloque um fio de azeite e assim que estiver bem quente, coloque os bifes. Não mexa até que a parte de cima dos bifes esteja bem umedecida, vire e deixe o mesmo tempo que do outro lado. Cuide para não ressecar demais a carne, senão irá perder o sabor.

Retire a carne e reserve. Vamos fazer o molho. Abaixe o fogo, e na mesma frigideira para aproveitar aquele suco que escorreu, despeje uma dose de whisky e na sequencia coloque a cebola. Mexa bem até a cebola murchar.

Adicione o champignon cortado em fatias e o creme de leite. Misture bem até ficar um molho uniforme. Tempere com sal, pimenta 5 bayas e tempero fumace a gosto.

Assim que o molho ferver, desligue imediatamente e estará pronto para servir. Sirva cada bife individualmente com uma generosa porção de molho por cima.

Para acompanhar, um vinho tinto Merlot ou um Malbec jovem caem muito bem.

Bom apetite!

Veja também:
Carré de Cordeiro
Picanha Grelhada
T-Bone no Forno
Costela Assada

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em Dezembro 1, 2013 em Carnes, Molhos

 

Etiquetas: , , , , , , , , , , , ,

Fusilli ao Molho de Chorizo e Tomate Cereja

Pra mim não existe nada como comer uma boa massa acompanhada de um bom vinho, especialmente se o molho for bem temperado com sabor acentuado.

Essa receita pra mim é a perfeição guardada para ocasiões especiais.

Vamos aos ingredientes:

  • 100 gramas de chorizo extra;
  • 2 colheres de cream cheese Filadélfia;
  • 250 gramas de massa fusilli integral grano duro;
  • 1 cebola média;
  • 150 gramas de tomate cereja;
  • 1 dente de alho;
  • sal;
  • queijo parmesão.

Usei o chouriço Extra Picante, mas pode usar o normal mesmo, só adicione um pouco de pimenta ou páprica picante durante o preparo.

Inicialmente corte o chouriço em pequenas tirinhas e coloque em uma frigideira grande, previamente aquecida no fogo médio com um pouco de azeite.

Frite por alguns instantes e adicione a cebola picada. Não precisa adicionar sal. Assim que a cebola murchar, adicione o dente de alho picado, misture bem e adicione o tomate cereja cortado ao meio.

Deixe fritando até que o tomate cereja comece a murchar e então adicione as 2 colheres de cream cheese.

Continue mexendo até o cream chesse misturar com os ingredientes. Dependendo da quantidade de azeite ele pode não se misturar de forma homogênea. Adicione meia concha de água do macarrão e imediatamente o molho irá ficar totalmente homogêneo e cremoso.

Em uma panela, adicione 2 litros e meio de água e deixe ferver. Assim que estiver fervendo, adicione o fusilli e o sal a gosto. Misture e deixe ferver. Você pode iniciar o cozimento do macarrão em paralelo com o molho, pois como o fusilli que usamos é grano duro, demora um pouco pra ficar pronto.

Após alguns poucos minutos, verifique com um garfo o ponto da massa. Recomendo desligar o fogo um pouco antes da massa estar no ponto para evitar que passe.

Deixe ainda na panela alguns instantes para terminar o cozimento e escorra a água.

Despeje o macarrão na frigideira onde está o molho e misture bem.

Desligue imediatamente e estará pronto. Monte os pratos e polvilhe queijo parmesão ralado por cima. Essa receita serve muito bem 2 pessoas.

Para acompanhar, um vinho tinto Malbec ou Carmenere vão muito bem.

Bom apetite!

Veja também:
Strogonoff de Camarão
Strogonoff de Carne
Spaghetti ao Molho de Tomate Seco

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em Novembro 3, 2013 em Massas, Molhos

 

Etiquetas: , , , , , , , , , , , ,

Spaghetti ao Molho de Tomate Seco

Durante a nossa estadia na serra gaúcha fomos massacrados por incontáveis rodízios de massas. Apesar de já estarmos acostumados com esses rodízios, um tipo de molho que ainda não conhecíamos nos chamou muito a atenção, Molho de Tomate Seco. Pelo o que li, é uma tradição da região.

Retornamos para casa obstinados a reproduzir o tal molho. É fácil, rápido, barato, delicioso, e muito calórico. [risos]

Segue ingredientes:

  • 300 gramas de macarrão tipo espaguete;
  • 300 gramas de creme de leite fresco (nata);
  • 50 gramas de tomate seco em conserva;
  • 1 colher de chá de salsinha fresca;
  • 1 colher de sopa de manteiga;
  • queijo parmesão ralado a gosto;
  • 1 cebola média;
  • 1 dente de alho;
  • pimenta do reino;
  • sal a gosto.

Em uma panela grande, de preferencia uma espagueteira, coloque água na proporção de 1 litro de água para casa 100 gramas de massa. Tampe e leve ao fogo alto.

Enquanto a água esquenta, vamos preparando o molho. Coloque a manteiga em uma panela e leve ao fogo médio. Adicione a cebola picada e mexa até dourar.

Adicione o alho picado e logo em seguida o tomate seco. Pode ser inteiro mesmo, inclusive com parte do óleo da conserva. Deixe fritar de 1 a 2 minutos e então adicione a nata, a salsinha fresca picada, o sal a gosto e a pimenta do reino. Costumo fazer o molho um pouco mais salgado e não por muito sal depois no macarrão.

Abaixe o fogo, tampe e deixe o molho esquentar lentamente.

Enquanto isso, verifique a panela de água, se já estiver começando a fazer bolhas, faça um maço com o espaguete, coloque no meio da panela e solte. Irá ficar circular nas bordas da panela. Conforme o macarrão que estiver mergulhado for amolecendo, o demais irá descendo. Eu costumo ajudar com o garfo para que não fique muito tempo fora d’agua, cozinhando de forma uniforme. Jamais quebre o espaguete, por favor. [risos]

Assim que todo o espaguete estiver mergulhado, com o garfo de uma mexida na base do espaguete que ficou primeiro mergulhado na água para soltar bem. Apesar de uma dica simples, isso irá evitar que fique aquele macarrão unidos venceremos que é horrível. Isso também serve para qualquer tipo de massa cozida. Também não fique mexendo demais, só o necessário.

Adicione o sal a gosto. Você deve lembrar que você está salgando não só o macarrão, mas também a água que será jogada fora depois. Então deve caprichar no sal. Recomendo com uma colher provar um pouquinho da água para saber se está no ponto certo. Tampe novamente e deixe ferver.

Voltando ao molho, assim que ferver, deixe ainda em fogo baixo por mais 2 ou 3 minutos. Desligue o fogo e deixe descansar até o macarrão estiver pronto.

Para saber o ponto do macarrão, pegue alguns com o garfo e retire da panela. Deve estar com aparência uniforme, que você consiga enrolar no garfo, mas não pode sujar. Se quiser pode provar para sentir como está a textura. Eu recomendo desligar o fogo antes que estiver no ponto ideal e terminar o cozimento na água quente apenas. É mais fácil para evitar que passe do ponto.

Assim que o espaguete estiver pronto, escorra e reserve por alguns instantes.

Com o molho já amornado, passe o mixer (varinha mágica) no molho para desmanchar o tomate seco. Se ficar alguns pedacinhos pequenos não tem problema. Despeje o molho na panela do espaguete, misture bem e leve ao fogo baixo sempre mexendo. Assim que começar a borbulhar está pronto para servir com um queijinho parmesão ralado por cima.

Para acompanhar, um vinho tinto Cabernet Sauvignon, de preferencia produzido serra gaúcha pra complementar o tema.

Bom apetite!

Veja também:
Strogonoff de Carne
Strogonoff de Camarão
Carne de Panela à Mexicana

 
1 Comentário

Publicado por em Setembro 15, 2013 em Massas, Molhos

 

Etiquetas: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Strogonoff de Camarão

Pra mim só existe um prato melhor que strogonoff de carne, o strogonoff de camarão. [risos]. Não fazemos com frequência, mas quando fazemos é um acontecimento.

Segue ingredientes:

  • 300 gramas de camarão branco pré-cozido descascado;
  • 340 gramas de molho de tomate tradicional;
  • 1 dente grande de alho;
  • 1 cebola média;
  • 1 colher de sopa de colorau;
  • 1 pimenta dedo de moça;
  • 200 gramas de creme de leite de caixinha;
  • 50 gramas de champignon fatiado;
  • azeite;
  • sal a gosto.

Em uma panela com fogo médio, coloque um fio de azeite e refogue a cebola picada, após adicione o alho picado,  a pimenta dedo de moça picada sem semente e por último o colorau.

Adicione o camarão, misture e deixe fervendo por 3 minutos. Adicione o molho de tomate, o sal a gosto e reduza o fogo. Tampe e deixe até ferver.

Quando estiver borbulhando adicione o champignon fatiado e o creme de leite. Uso o creme de leite de caixinha porque os demais tipos se ferverem vão talhar e estragar a receita.

Desligue o fogo e está pronto para servir com arroz ou purê de batata e batata palha extra fina.

Para acompanhar, um vinho branco vai bem.

Bom apetite!

Veja também:
Strogonoff de Carne
Carne de Panela à Mexicana
T-Bone no Forno
Picanha Grelhada

 
1 Comentário

Publicado por em Agosto 11, 2013 em Carnes, Molhos

 

Etiquetas: , , , , , , , , , , , , , ,

Molhos para Fondue de Carne

Esse é com certeza um prato que o conceito de “fast food” passou bem longe. Ótimo para ocasiões que há muito assunto pra pôr em dia. [risos]

Para fazer o fondue de carne, você deve usar carnes macias, e sem gordura aparente. Escolhi filé mignon, peito de frango sem pele e linguiça calabresa fininha.

Corte o filé mignon e o peito de frango sem pele em cubinhos médios, para que seja “rápido” de fritar, mas que não fique ressecado facilmente. Tempere com sal grosso moído apenas. A linguiça calabresa fininha, basta cortar em pedaços de 1,5 cm aproximadamente.

Vamos aos molhos:

Molho Base:

Como o nome já diz, esse será a base para os demais molhos. Veja os ingredientes:

  • 1 xícara de azeite;
  • 1/4 xícara de leite gelado.

Aqui em casa evitamos utilizar derivados de soja, por isso usei azeite de girassol ao invés de soja. Com azeite de oliva a receita não irá funcionar.

No recipiente do mixer (varinha mágica), adicione o azeite e o mínimo de leite, geralmente na proporção de 4 partes de azeite pra 1 de leite. Bata até ficar com uma consistência de maionese. Se estiver muito grosso, adicione mais umas gotinhas de leite. Caso fique com consistência de creme, é só deixar uns 20 minutinhos na geladeira que irá engrossar.

Importante: o leite deve estar gelado.

Agora que nosso molho base está pronto, vamos dar sabor aos molhos:

Molho Rose:

  • 7 colheres chá de molho base (descrito acima);
  • 4 colheres chá de molho ketchup;
  • sal a gosto.

Apenas misture os ingredientes e estará pronto para servir. Use ketchup de qualidade.

Molho de Mostarda e Mel:

  • 7 colheres chá de molho base (descrito acima);
  • 1 colher chá de mel;
  • 1 colher chá de mostarda em pó;
  • sal a gosto.

Apenas misture os ingredientes e estará pronto para servir. A proporção entre mel e mostarda, pode variar de acordo com o seu paladar. Se quiser que o mel tenha maior presença, ponha mais mel, ou do contrário, mais mostarda.

Eu particularmente não gostei muito do resultado da mostarda em pó nessa receita. Da próxima vez eu tentaria usar molho de mostarda, aqueles em bisnaga mesmo.

Molho de Alho e Parmesão:

  • 4 colheres chá de molho base (descrito acima);
  • 1 colher chá de pasta de alho;
  • 2 colher chá de queijo parmesão ralado;
  • 1 colher chá de maionese;
  • sal a gosto.

Apenas misture os ingredientes e estará pronto para servir. Ao invés da maionese, pode substituir por 4 gotinhas de suco de limão.

Molho Picante:

  • 7 colheres chá de molho base (descrito acima);
  • 1 pitada de pimenta chilli em pó;
  • 4 gotas de pimenta habanero;
  • 1/2 pimenta dedo de moça picada sem semente;
  • 1 pitada de pimenta do reino em pó;
  • 1 pitada de páprica picante;
  • sal a gosto.

Apenas misture os ingredientes e estará pronto para servir.

Geleia de Pimenta com Morango:

Utilizei a geleia de pimenta com morango da Casa Madeira, que é ótima com carnes.

Apenas adicionei um pouco de água quente para amolecer um pouco e facilitar o uso.

Molho Barbecue:

Utilizei molho barbecue pronto. Futuramente irei fazer um post de como prepará-lo em casa.

Adicionei um pouquinho de água para afinar o molho, mas isso vai muito da marca que você usar. Aqueça no micro-ondas por 40 segundos em potência alta e estará pronto.

Com todos os molhos prontos, pré-aqueça o azeite do fondue no fogão antes de servir no fogareiro. Utilizei azeite de girassol, aproximadamente meia panela. Você pode aromatizar o azeite com alho e ervas finas. Eu não fiz.

O ponto da carne será que acordo com o paladar de cada convidado.

Para acompanhar, um bom vinho tinto Merlot e muita conversa.

Bom apetite!

Veja também:
Acompanhamentos para Fondue de Queijo
Strogonoff de Carne

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em Julho 21, 2013 em Molhos

 

Etiquetas: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Strogonoff de Carne

Esse é com certeza o meu prato favorito, porém é muito raro achar um restaurante que sirva um strogonoff de qualidade, ou pelo menos razoável. Moral da história, quer um strogonoff gostoso, faça você mesmo.

É rápido, fácil, barato e gostoso. Tudo que é necessário para uma refeição sem grandes pretensões.

Segue ingredientes:

  • 700 gramas de alcatra sem osso;
  • 340 gramas de molho de tomate tradicional;
  • 170 ml de água;
  • 2 dentes grandes de alho;
  • 1 cebola grande;
  • 1 colher chá de páprica picante;
  • 1 pitada de mostarda em pó inglesa;
  • 1 pitada de pimenta habanero;
  • 1 pitada de pimenta síria;
  • 200 gramas de creme de leite de caixinha;
  • 160 gramas de champignon fatiado;
  • azeite;
  • sal a gosto.

Vamos iniciar preparando a carne. Eu comprei alcatra pra strogonoff já picada, mas você pode comprar uma peça inteira, e cortar em tirinhas fininhas. Em uma panela com fogo alto, coloque um fio de azeite e adicione a carne. Vá mexendo para que fique soltinha. Frite até que evapore toda a água. 

Adicione o alho, misture com a carne e em seguida adicione a cebola. Misture até a cebola começar a dourar, adicione o sal a gosto, a páprica picante, a pimenta habanero, a mostarda em pó inglesa e a pimenta da síria. Misture bem e abaixe um pouco o fogo.

Adicione o molho de tomate, a água e deixe ferver em fogo médio até o molho engrossar. Adicione o champignon fatiado e deixe ferver mais alguns instantes. Nesse ponto você pode retirar metade do molho e congelar para usar outro dia, basta descongelar e continuar a receita desse ponto.

Com a restante do molho que sobrou na panela, adicione o creme de leite e mexa bem até ferver. Uso o creme de leite de caixinha porque os demais tipos se ferverem vão talhar e estragar a receita.

Desligue o fogo e está pronto para servir com arroz e batata palha extra fina. Ao invés do arroz, já usei purê de batata e ficou muito bom. Para beber, um suquinho natural de laranja.

Apesar de ter sido usado várias pimentas, a picância é bem suave porque foram adicionados pequenas quantidades, dando sabor mas não ardência.

Caso você queira modelar o arroz como na foto, pegue um potinho de porcelana, unte com manteiga e pegue o arroz fresco, ainda sem ter terminado completamente a fervura e coloque no potinho, apertando com a colher. Vire no prato, mas não retire desenforme de imediato. Deixe uns 3 a 5 minutos para terminar a fervura e aí sim desenforme. Irá manter a forma e quando for comer o arroz estará bem soltinho.

Bom apetite!

Veja também:
Costelinha com Geleia de Morango com Pimenta 
T-Bone no Forno
Picanha Grelhada

 
1 Comentário

Publicado por em Junho 30, 2013 em Carnes, Molhos

 

Etiquetas: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Molho pra Pizza

Você já fez uma pizza e na hora de comer ficou com a sensação de estar faltando algo? Provavelmente era o molho que não era de qualidade ou não era apropriado.

O molho da pizza não pode sobrepôr o sabor da cobertura, mas é ele que irá dar o tom no sabor.

Vamos aos ingredientes:

  • 1 cebola;
  • 1 dente de alho;
  • azeite;
  • 400gr de tomate sem pele;
  • 1/2 colher de chá de manjericão fresco;
  • 1/2 colher de chá de orégano;
  • 1 colher de chá de açúcar;
  • 1 folha de louro;
  • 2 colheres de extrato de tomate;
  • pimenta moída;
  • sal.

Primeiro, cubra levemente o fundo de uma panela com o azeite, leve ao fogo, adicione o alho picado. Lembre-se que o alho não pode corar, senão irá ficar amargo. Logo em seguida adicione a cebola picada.

Refogue até dar uma leve murchada na cebola, e adicione o tomate sem pele picado. Você pode utilizar aqueles tomates sem pele enlatados que é mais barato e mais prático (nesse caso, amasse os tomates com um amassador).

Deixe ferver em fogo baixo sem tampar por 15 minutos.

Adicione o açúcar, que irá tirar a acidez do molho (muito importante), o louro, a pimenta a gosto (não exagere),  e o sal a gosto. A partir daqui você precisará mexer o molho com uma certa frequência para não grudar.

Deixe ferver por mais 10 minutos.

Adicione o manjericão fresco e o orégano e deixe ferver mais 10 minutos.

Nesse estágio, eu sempre lembro do episódio dos Simpsons, “Take My Life, Please”, da 20th Temporada. [risos]

Adicione o extrato de tomate e deixe ferver, mexendo com frequência, até o molho ficar espesso (uns 15 a 20 minutos).

Desligue e deixe esfriar. Para finalizar, retire o louro e passe o mixer no molho para deixar uniforme e fino.

Se você provar o molho separadamente, irá notar que o sabor não é impressionante, mas ao adicioná-lo na pizza fará toda a diferença na composição do sabor final.

Essa receita rende aproximadamente 6 pizzas de 30cm, utilizando 3 colheres de sopa por pizza.

Você pode duplicar ou triplicar a receita para congelar. Separe a quantidade desejada para porções individuais em saquinhos pra freezer e congele. Dessa forma, quando for fazer uma noite de pizzada, basta descongelar.

Veja também:

A Melhor Massa de Pizza
Pizza de Abobrinha

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em Abril 28, 2013 em Molhos, Pizzas

 

Etiquetas: , , , , , , , ,

 
Daniel Dalonso | Fotografia

Paixão pela arte de fotografar!